Última hora

Última hora

Vulcão chileno afeta dois continentes 

Em leitura:

Vulcão chileno afeta dois continentes 

Tamanho do texto Aa Aa

Chama-se Puyehue e está provocar o caos em vários aeroportos sul-americanos e também da Oceânia. O vulcão chileno entrou em erupção há 10 dias e desde então obrigou à evacuação de milhares de pessoas. Mas a grande dor de cabeça para as autoridades tem sido o tráfego aéreo.
 
A nuvem de cinzas já se estendeu por uma área de 10 mil quilómetros. O Chile e a Argentina têm sido os países mais afetados no entanto, o fenómeno já chegou também à Austrália e à Nova Zelândia.
 
Nestes dois países, a camada de cinzas perigosa para os reatores dos aviões obrigou ao cancelamento de pelo menos 200 voos, afetando 60 mil passageiros.
 
Esta terça-feira houve a nuvem afastou-se ligeiramente o que permitiu ao regresso parcial das operações dos voos comerciais.
 
Mas o mal já está feito. “Sempre que vamos à Europa reservamos hotéis, gastamos imenso dinheiro e de repente os nossos planos pelo cano abaixo”, queixa-se uma passageira. “Acho que é um desastre nacional mas não podemos fazer nada. A culpa não é da companhia aérea, temos que ser pacientes”, refere outro passageiro.
 
A situação assemelha-se a vivida na Europa quando a erupção de um vulcão islandês afetou 10 milhões de passageiros e provocou prejuízos de 1,5 mil milhões de euros.