Última hora

Última hora

E.Coli mata uma criança na Alemanha

Em leitura:

E.Coli mata uma criança na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

Uma criança de dois anos é a mais recente vítima da E.coli. O bebé morreu na madrugada de terça-feira num hospital de Hannover, no norte da Alemanha. Sobe, assim, para 37 o número de vítimas mortais da variante mais perigosa da bactéria E.coli.

Esta terça-feira, a União Europeia aprovou a ajuda de 210 milhões de euros para compensar os produtores de frutas e legumes afetados pelas consequências da epidemia.

A ministra alemã da Agricultura, Ilse Aigner, declarou que está em diálogo com a Comissão para “desbloquear e dar a ajuda o mais rápido possível aos agricultores”.

As compensações vão cobrir, em média, 50 por cento das perdas dos agricultores que tiveram de retirar do mercado pepinos, tomates, alfaces, pimentos e courgettes. Em alguns casos, poderão ser cobertas até 70 por cento das perdas.

Ainda que as autoridades admitam que o número de casos esteja a diminuir, o comissário para a Saúde e Defesa do Consumidor, John Dalli, deixa um alerta: “Infelizmente, deve haver mais mortes nos próximos dias por causa do período de incubação da doença e porque os tratamentos podem não ter sido suficientes para salvar os que foram seriamente afetados”.

A Organização Mundial de Saúde fala em mais de 3200 pessoas afetadas pela bactéria em 14 países europeus, nos Estados Unidos e no Canadá. As autoridades sanitárias alemãs apontaram os rebentos vegetais de uma exploração agrícola de Binenbuettel, na Baixa Saxónia, como a fonte da contaminação.