Última hora

Última hora

Marrocos tenta travar protestos com reforma constitucional

Em leitura:

Marrocos tenta travar protestos com reforma constitucional

Tamanho do texto Aa Aa

O rei de Marrocos prepara-se para reforçar o poder do Parlamento e do primeiro-ministro, quatro meses após o início dos protestos pró-democracia.

Mohammed VI vai falar à nação às 20h00 da noite, hora local, 21h00 em Lisboa.

Em cima da mesa estão as linhas do projeto de reforma da Constituição, que prevê uma transferência dos poderes executivo e legislativo.

À luz da nova constituição, o primeiro-ministro passa a ser nomeado pelo partido com mais votos nas urnas.

O líder do principal partido da oposição, Justiça e Desenvolvimento, considera que o projeto teve em conta a maioria das propostas apresentadas pelas formações políticas. Abdellilah Benkirane adianta, que o projeto foi apresentado aos diferentes partidos que deverão, entretanto, dar a conhecer a sua posição.

O monarca marroquino reagiu pouco depois primeira manifestação no país, prometendo reformas políticas.

Os jovens do Movimento 20 de fevereiro já anunciaram que os protestos vão continuar se as reformas não passarem por uma monarquia constitucional.

O projeto de revisão vai ser submetido a referendo em julho.