Última hora

Última hora

19 mortos em novas manifestações na Síria

Em leitura:

19 mortos em novas manifestações na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da violência do regime, dezenas de milhares de sírios voltaram a sair à rua para protestar contra o presidente Bashar Al-Assad.

Segundo ativistas dos direitos humanos, em vários pontos do país, o exército sírio abriu fogo sobre os manifestantes, que aproveitavam mais uma vez as orações de sexta-feira para elevar a voz contra o regime de Al-Assad.

Um alto responsável norte-americano disse, no anonimato, ter informações de pelo menos 19 mortes durante os protestos.

As manifestações multiplicaram-se por todo o país. Só em Homs, no centro da Síria, há relatos de vários mortos e dezenas de feridos.

A violência alastrou-se ao vizinho Líbano.

Na cidade de Tripoli, no norte do país, seiscentas pessoas participaram num protesto contra o regime de Al-Assad.

Mas a manifestação degenerou em confrontos entre grupos armados de sunitas e alauítas que se saldaram em seis mortos e vários feridos.

A população sunita apoia essencialmente a coligação pró-ocidental libanesa, enquanto os alauítas são fiéis ao Hezbollah xiita, apoiado pela Síria e pelo Irão.