Última hora

Última hora

Síria: Repressão não abranda

Em leitura:

Síria: Repressão não abranda

Tamanho do texto Aa Aa

Tropas sírias e homens armados fiéis ao regime, tomaram de assalto a cide de Bdama situada a cerca de dois quilómetros da fronteira com a Turquia.

Foram presas cerca de 70 pessoas e incendiadas casas e colheitas.

Bdama, é um ponto nevrálgico da região de Jisr al-Shugour, pois fornece alimentos e apoio a milhares de refugiados que permanecem temporariamente nas aldeias fronteiriças do lado sírio.

Na sexta-feira, as forças de segurança mataram pelo menos vinte pessoas em manifestações realizadas por todo o país.

Imagens captadas em Hama mostram milhares de pessoas em protesto contra o regime de al-Assad.

As autoridades sírias impediram a maioria dos jornalistas estrangeiros de entrarem no país e acusam potências estrangeiras de apoiarem grupos de terroristas em atos de violência por todo o país.

Um documento publicado pela ONU apontava para cerca 1200 pessoas mortas desde que começou a contestação a al-Assad em 15 de março.