Última hora

A ex-dissidente soviética, tinha 88 anos e era viúva do prémio Nobel da Paz, Andrei Sakharov.

Após doença prolongada, o óbito verificou-se em Boston, nos Estados Unidos, onde residia.

A antiga dissidente soviética foi uma crítica acérrima do regime comunista desde o final da década de 60.

Em 1972, casou-se com o académico Andrei Sakharov, considerado o pai da bomba atómica soviética, que também se tornou dissidente do regime e morreu em 1989.