Última hora

Última hora

AIEA quer policiar segurança nuclear

Em leitura:

AIEA quer policiar segurança nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

A Agência Internacional de Energia Atómica pretende um reforço dos seus poderes em matéria de segurança nuclear.

No rescaldo do acidente em Fukushima, no Japão, o diretor-geral do organismo da ONU propôs um plano que incluiu inspeções aleatórias às 440 centrais nucleares em funcionamento em todo o mundo.

Na conferência ministerial em Viena, o japonês Yukiya Amano frisou que “a confiança pública na segurança da energia nuclear foi profundamente afetada. Essa energia continua, no entanto, a ser importante para muitos países, por isso é imperativo implementar globalmente as mais estritas medidas de segurança”.

O acidente de Fukushima, provocado pelo sismo e tsunami devastador de 11 de Março, constituiu a mais grave catástrofe nuclear desde Chernobyl.

O governo japonês reconheceu excesso de confiança na segurança das suas centrais, mas insiste na importância da energia atómica para a economia do Japão.