Última hora

Última hora

Presidente sírio promete reformas

Em leitura:

Presidente sírio promete reformas

Tamanho do texto Aa Aa

Perante uma plateia de pessoas que clamavam a glória do presidente da Síria, Bashar al-Assad prometeu reformas políticas com potencial para acabar com a hegemonia de um partido. Mas as reformas não podem ser feitas de forma precipitada, e que deve-se esperar a eleição de um novo parlamento, sublinhou o chefe de Estado, líder de um país em que o partido Baas governa desde 1963.

Naquele que foi o terceiro discurso desde o início da onda de protestos a 15 de março, o presidente fez ainda a distinção entre “manifestantes e sabotadores”.

Tanto os Estados Unidos como a União Europeia dizem que é tempo de ação e não de eternas promessas.

Em diversas cidades sírias e a contrastar com o ambiente efusivo de apoio na sala onde Bashar al-Assad discursou, tiveram lugar manifestações, como em Aleppo e em Homs.

Grupos sírios dos direitos humanos, garantem que já morreram mais de 1300 civis e outros 10 mil foram detidos. 300 elementos das forças de segurança também terão perdido a vida.