Última hora

Última hora

Primeiro-ministro russo fala em erro de piloto no acidente aéreo que fez 44 mortos

Em leitura:

Primeiro-ministro russo fala em erro de piloto no acidente aéreo que fez 44 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas estão a investigar as causas do acidente aéreo que fez 44 mortos no noroeste do país.

As caixas negras foram recuperadas mas o organismo encarregado do inquérito disse, em comunicado, que “ainda é prematuro avançar versões” para a origem do drama.

O vice-primeiro-ministro russo tinha dado como hipótese mais provável um erro do piloto motivado pelas más condições meteorológicas e não hesitou em comparar com o acidente que vitimou o presidente polaco, em Abril do ano passado.

Vários sobreviventes foram resgatados por testemunhas do acidente, como este homem, que explica que era um cenário “horrível”. Conseguiram “resgatar quatro ou cinco pessoas do avião”, mas podiam ver outra parte da “fuselagem em chamas, onde havia mais passageiros, aos quais não era possível chegar”.

Oito pessoas sobreviveram à tragédia, entre as quais uma rapariga de 14 anos e o irmão, de nove anos, que se encontra hospitalizado em estado “bastante grave”.

O Tupolev-134 de fabrico soviético despenhou-se numa estrada a 700 metros do aeroporto de Petrozavodsk, no noroeste da Rússia.