Última hora

Última hora

Moscovo recusa registo de novo partido da oposição

Em leitura:

Moscovo recusa registo de novo partido da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

Boris Nemtsov e Mikhail Kassianov, que ocuparam altos cargos políticos na Rússia, não vão poder candidatar-se às próximas eleições legislativas e às presidenciais de março de 2012.

A razão é simples, o Ministério da Justiça da Rússia recusou o registo do Partido da Liberdade Popular, que lideram juntamente com Vladimir Rijkov.

Em entrevista à rádio Eco de Moscovo, Nemtsov referiu que “o regime tem medo de morte da oposição. Durante os anos de governação Putin, nenhum partido de oposição foi registado e muitos foram fechados. As autoridades cometeram um grande erro político. Agora o país e o mundo sabem que as nossas eleições são uma farsa.”

O Ministério da Justiça justificou a decisão com o facto de ter encontrado na lista de militantes do partido pessoas já falecidas, menores e pessoas sem residência fixa.

Boris Nemtsov foi primeiro-ministro e ministro do governo do ex-presidente Boris Ieltsin. Mikhail Kassianov é um ex-primeiro-ministro de Vladimir Putin.

Juntamente com Vladimir Rijkov criaram o Partido da Liberdade Popular em dezembro de 2010 e em maio fizeram o pedido de registo junto do Ministério da Justiça.