Última hora

Última hora

Consumo de drogas matam uma pessoa de três em três minutos

Em leitura:

Consumo de drogas matam uma pessoa de três em três minutos

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da estabilização do consumo esporádico ou abusivo de drogas em 2010, uma pessoa morre de três em três minutos devido à dependência de estupefacientes.

Esta é uma das principais conclusões do Relatório Mundial sobre as Drogas, divulgado esta quinta-feira pelo gabinete anti-narcotráfico das Nações Unidas (UNODC).

De acordo com o documento, cerca de 210 milhões de pessoas em todo o mundo, o que corresponde a 4,8 por cento da população com idades entre os 15 e os 64 anos de idade, consumiu drogas no ano passado.

Sandeep Chawla, do gabinete anti-narcotráfico da ONU, refere que “para lidar com o problema das mortes relacionadas com o consumo de drogas, é fundamental tratar a dependência dos consumidores porque são pessoas que sofrem de uma doença.”

A evolução dos consumos é outra das questões que deve ser tomada em conta pelas autoridades nacionais, como refere Alan Travis, jornalista especializado em questões relacionadas com a droga do jornal The Guardian.

“Os adolescentes consomem mais cocaína, que deixou de ser uma droga dos jantares da classe média. Tornou-se num substituto mais barato do que o ecstasy nos anos 80 e 90 e está muito mais disponível, sobretudo em Espanha, no Reino Unido e em Itália. Estes são os países com os maiores níveis de consumo na Europa.”

O relatório alerta para o aparecimento exponencial de substâncias não reguladas e produzidas em laboratórios no mundo inteiro. No ano passado, a agência da ONU detetou 40 novas drogas só no mercado europeu.