Última hora

Última hora

Diretor interino do FMI confiante na capacidade da Grécia

Em leitura:

Diretor interino do FMI confiante na capacidade da Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Um vasto pacote de medidas de austeridade

é a condição imposta pelos credores: União Europeia e Fundo Monetário Internacional. A ajuda está suspensa até à aprovação destas medidas. O eurogrupo não foi além de um acordo político sobre a participação voluntária do setor privado no plano de resgate da economia grega. O diretor transitório do FMI explica a situação:

e: O que pensa deste acordo político? É suficiente para evitar a bancarrota da Grécia?

John Lipsky: “É certamente um passo importante, mas o principal é a ação das autoridades gregas que, nos próximos dias, terão que fazer aprovar no parlamento legislação específica para poder concretizar os compromissos ambiciosos de reformas estruturais e ajustamentos fiscais para restaurar a competitividade da economia grega. Um passo necessário para o sucesso da economia da zona euro”.

e:Há uma espécie de cansaço de reformas nas ruas de Atenas. Que mensagem gostaria de enviar à população grega?

J.L: A questão da dívida e do défice são secundários face aos problemas estruturais, mas se forem bem sucedidos na resolução conseguirão construir um futuro para a economia grega que vai trazer satisfação ao povo grego e aos seus parceiros”.

e: E se falharem estes compromissos. Não há plano B?

J.L: “Estamos a trabalhar para o sucesso…”