Última hora

Última hora

G20 acorda combate à volatilidade dos preços dos alimentos

Em leitura:

G20 acorda combate à volatilidade dos preços dos alimentos

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros da Agricultura do G20 acordaram medidas para combater a volatilidade dos preços dos produtos agrícolas. Um plano de ação que sublinha a necessidade de aumentar a produção, bem como a cooperação e transparência no mercado.

Coube ao ministro da Agricultura de França, país que tem a presidência do G20, apresentar o acordo, qualificado como histórico. “É o primeiro alicerce de uma nova agricultura mundial que leva em conta as expectativas de todos os povos e que permite ter uma agricultura mais solidária, mais respeitosa do meio ambiente, e que deve permitir fazer face a esse desafio absolutamente considerável que é a fome no mundo e a alimentação de mais de 9 mil milhões de habitantes em 2050”, afirmou Bruno Le Maire.

Foi pedido aos ministros das Finanças e aos governadores dos bancos centrais para tomarem as decisões adequadas à supervisão e regulação dos mercados financeiros agrícolas.

“O mundo em que vivemos é um mundo de total instabilidade. Esta instabilidade é, em primeiro lugar, monetária. Os preços agrícolas são medidos em dólares: o dólar é instável… Portanto, estabilizamos o quê? Os preços agrícolas ou o dólar?”, pergunta o professor de Economia Philippe Chalmin.

Os preços dos alimentos subiram 37% num ano, levando para a pobreza mais 44 milhões de pessoas.

“Este G20 Agricultura é um sucesso, porque é o primeiro encontro a abordar, a esta escala, a instabilidade dos preços agrícolas. Os membros do G20 não chegaram a acordo sobre um dos mais pontos mais importantes que é a regulação dos mercados financeiros ligados às matérias-primas. Mais tarde, diremos que o G20 lançou as bases de uma tomada de consciência do problema da fome no mundo que passa pela estabilidade dos preços agrícolas”, frisou o jornalista da Euronews enviado a Paris, Antoine Juillard.