Última hora

Última hora

Reino Unido não vai contribuir para resgate grego

Em leitura:

Reino Unido não vai contribuir para resgate grego

Tamanho do texto Aa Aa

A imigração e a nova parceria com o Mediterrâneo vão dominar as discussões do segundo dia do conselho europeu em Bruxelas.

Ontem os líderes dos 27 tinham chegado a um consenso para apoiar os esforços da Grécia, Portugal e Irlanda para recuperarem as finanças nacionais.

Um apoio que não faz recuar a oposição grega que voltou a afirmar que não vai aprovar o novo pacote de austeridade. Fora do consenso, também o Reino Unido que não vai contribuir para o segundo plano de resgate grego.

À entrada da reunião a chanceler alemã afirmou que os 27 vão fazer tudo para estabilizar o euro, “encorajamos Portugal e a Irlanda para que implementem os respetivos programas. Considero que foi uma boa mensagem o acordo alcançado entre a Grécia e a Troika”.

Mas a decisão mais importante, a atribuição dos 12 mil milhões de euros de ajuda a Atenas só deverá ser anunciada durante a reunião dos ministros das finanças, no dia 3 de Julho, depois do voto no parlamento grego das novas medidas de austeridade.

Os 27 deverão anunciar hoje a nomeação de Mario Draghi para a a presidência do Banco Central Europeu. A decisão foi adiada um dia, depois de França ter exigido um lugar no conselho de direção do BCE.