Última hora

Última hora

Ucrânia: Timochenko denuncia "farsa" judicial

Em leitura:

Ucrânia: Timochenko denuncia "farsa" judicial

Tamanho do texto Aa Aa

Iulia Timochenko apresentou-se a tribunal como vítima de um processo político. A ex-primeira-ministra da Ucrânia compareceu, esta sexta-feira, a uma audiência preliminar, em Kiev. É acusada de abuso de poder pela assinatura, em 2009, de acordos de fornecimento de gás russo à Ucrânia, a preços demasiado altos e sem autorização do executivo.

Timochenko, que se arrisca a uma pena de dez anos de prisão, denunciou uma “farsa” judicial orquestrada pelo presidente Viktor Ianukovich e acusou o juiz de ser uma “marioneta” do poder.

A líder da oposição acusa o chefe de Estado de querer afastá-la do espetro político antes das legislativas de 2012 e das presidenciais de 2015. Derrotada por Ianukovich em fevereiro do ano passado, Timochenko continua a ser a sua mais séria adversária. Outros responsáveis do seu governo também são alvo de investigações sobre abuso de poder.

Às portas do tribunal concentraram-se não apenas os apoiantes de Timochenko, mas também adversários da antiga primeira-ministra. Registaram-se algumas escaramuças mas a polícia antimotim encarregou-se de separar os dois grupos.