Última hora

Última hora

Desfiles gay na Europa festejam vitória nova-iorquina

Em leitura:

Desfiles gay na Europa festejam vitória nova-iorquina

Tamanho do texto Aa Aa

Uma vitória dos direitos cívicos em Nova Iorque fez vibrar, este sábado, os principais desfiles do “orgulho gay” em toda a Europa.

O estado norte-americano com maior população deu luz verde ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Uma decisão que, em Paris, aumenta a pressão dos ativistas sobre o governo, a quase um ano das presidenciais.

O parlamento tinha rejeitado há dias uma proposta socialista para legalizar o casamento gay, mas vários candidatos às presidenciais decidiram incluir a medida no seu programa de campanha, como Eva Joly, candidata pelos verdes franceses, que também participou no desfile:

“Estamos também a festejar a decisão de Nova Iorque, e o nosso programa de campanha também inclui o casamento entre homossexuais”.

Em Berlim, onde a união de facto entre homossexuais é reconhecida pela lei, centenas de milhares de pessoas participaram no desfile do “orgulho gay” da cidade.

Um ambiente festivo, mas também reivindicativo, para exigir o fim da homofobia no desporto, um dia antes do início do campeonato do mundo de futebol feminino.

Entre os participantes, o presidente da câmara de Berlim, à semelhança do seu homólogo de Paris, um homossexual assumido e ativista dos direitos cívicos:

“Há ainda vários países na União Europeia ou nos estados Bálticos onde é difícil organizar um desfile como este. Temos que lutar para que cada estado da União aceite aquilo que é antes de mais um direito, na luta contra a discriminação”.