Última hora

Última hora

Exército sírio invade nova aldeia junto à Turquia

Em leitura:

Exército sírio invade nova aldeia junto à Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto a Turquia se ocupa dos doze mil refugiados oriundos do país vizinho, o exército de Bashar al-Assad continua a ofensiva militar no norte da Síria. As tropas entraram, este sábado, em Al-Najia, outra aldeia junto à fronteira turca. Face a mais um gesto de repressão, muitos continuam a abandonar o país.

Mustafa Bağ, o enviado especial da euronews à província de Hatay, na Turquia, descreve o local: “Estamos a 150 metros da fronteira entre a Síria e a Turquia. A torre que veem atrás de mim pertence à Turquia. Há soldados lá dentro. O lado oposto da estrada pertence aos soldados sírios. O exército sírio colocou alguns ‘snipers’ junto à fronteira.”

Este sábado, a Amnistia Internacional apelou aos países da Liga Árabe para condenarem a atuação do regime sírio tal como fizeram relativamente à Líbia. O Kuwait destacou-se ao condenar o regime de Bashar al-Assad.

Jumanal Harbati, um parlamentar do Kuwait em visita aos campos de refugiados na Turquia, disse que “o que está a acontecer na Síria é mais perigoso do que aquilo que Israel fez em Gaza”, sublinhando que todos se lembram da criança que morreu nos braços do pai mas que “na Síria há centenas assassinadas.”

Apesar das manifestações desta sexta-feira terem resultado na morte de 18 pessoas, os opositores de Bashar al-Assad marcaram uma reunião para segunda-feira em Damasco. Foi também convocada uma manifestação para quinta-feira em Alep, a segunda cidade da Síria. As autoridades turcas temem uma catástrofe humanitária em caso de revolta, já que Alep fica a apenas 90 quilómetros da Turquia.