Última hora

Última hora

Captura de Kadhafi em discussão no TPI

Em leitura:

Captura de Kadhafi em discussão no TPI

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Penal Internacional decide, esta segunda-feira, se emite mandados de captura contra Muammar Kadhafi, o filho Saif Al-Islam e o chefe dos serviços secretos Abdullah Al-Senoussi.

O cerco aperta-se contra o coronel líbio, mas o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, alertou a NATO que não foi mandatada pela ONU para dirigir o “assassinato político” de Kadhafi.

A mensagem foi lançada durante o encontro da União Africana em Pretória. No comunicado final, foi anunciado que Kadhafi “não aceitou fazer parte do processo de negociações”. Os mediadores africanos pediram, ainda, “um diálogo que resulte num cessar-fogo, na reconciliação nacional, em compromissos de transição e numa agenda para transformações democráticas”.

No terreno, os rebeldes estão a apenas 50 quilómetros de Trípoli. Entretanto, chegou à capital um navio da Cruz Vermelha com 100 pessoas oriundas de Benghazi, uma semana depois do mesmo barco ter feito o percurso inverso com 300 cidadãos a bordo.