Última hora

Última hora

Regresso do presidente do Iémen à televisão nas próximas 48 horas

Em leitura:

Regresso do presidente do Iémen à televisão nas próximas 48 horas

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Iémen deverá fazer uma declaração pública nas próximas 48 horas, quase um mês depois de ter sido alvo de um atentado na capital.
 
O anúncio foi feito pelos responsáveis de imprensa do presidente, um dia depois das mulheres iemenitas terem saído à rua para exigir a demissão do chefe de estado e a criação de um governo transitório.
 
O protesto pacífico ocorreu depois de meses de protestos reprimidos com violência e num momento em que o presidente está hospitalizado fora do país.
 
“Queremos mostrar ao mundo que somos as netas da rainha de Sabá que governou o Iémen. Ela conseguiu mudar o país. Pedimos um estado civil. Somos de categorias diferentes da sociedade, donas de casa, professoras, doutoras e engenherias. Todas queremos um estado civilizado”.
 
O conselho de segurança da ONU afirmou, ontem e pela primeira vez, estar “bastante preocupado” com a situação no Iémen. Uma missão da ONU deverá chegar a Sanaa nos próximos dias para avaliar a situação no terreno, quando o governo acusou ontem 43 membros da oposição de tentativa de sabotagem dos oleodutos do país.
 
A revolta dos últimos meses está a provocar uma penúria de combustíveis que se soma a uma situação humanitária e de segurança cada vez mais delicada.