Última hora

Última hora

Semana decisiva para a Grécia

Em leitura:

Semana decisiva para a Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Os sindicatos prometem paralisar a Grécia com uma greve de 48 horas que começa esta terça-feira e que vai acompanhar o voto do novo plano de austeridade no Parlamento, previsto para quarta-feira. As sondagens revelam que três quartos da população se opõem às novas medidas, que preveem mais cortes na despesa e mais subidas nos impostos.

O novo ministro das Finanças, Evangelos Venizelos, tenta convencer os deputados que a aprovação do pacote é fundamental para a Grécia receber a quinta tranche da ajuda internacional no valor de 12 mil milhões de euros. Se o Parlamento vetar o plano, o país corre o risco de entrar em incumprimento em meados de julho e tornar-se no primeiro país da zona euro a declarar falência.

Mas a União Europeia estará a preparar um plano B no caso de voto negativo dos deputados gregos. A notícia foi avançada à agência Reuters por três fontes oficiais da zona euro que, no entanto, não adiantaram pormenores do eventual plano.