Última hora

Última hora

EUA, Brasil, Rússia e China apoiam Lagarde para o FMI

Em leitura:

EUA, Brasil, Rússia e China apoiam Lagarde para o FMI

Tamanho do texto Aa Aa

É praticamente certa a vitória de Christine Lagarde na corrida ao FMI. A ministra francesa da Economia conseguiu o apoio dos Estados Unidos, do Brasil e da Rússia nas últimas horas. Também a China se manifestou a favor da candidata francesa para ser a diretora-geral do FMI.

Aos 55 anos, Christine Lagarde deverá tornar-se na primeira mulher à frente da instituição, cumprindo a tradição de ser um europeu a dirigir o FMI.

O governador do Banco do México, Agustín Carstens, angariou o apoio do Canadá, da Austrália e de vários países da América latina. Um bloco insuficiente para bater Lagarde.

O conselho executivo do FMI reúne-se esta terça-feira para discutir a sucessão de Dominique Strauss-Kahn. O francês demitiu-se do cargo em maio depois de ter sido acusado de agressões sexuais por uma empregada de hotel. Strauss-Kahn aguarda julgamento em prisão domiciliária, em Nova Iorque.