Última hora

Última hora

Analista: "Poderes absolutos do Rei são relativos"

Em leitura:

Analista: "Poderes absolutos do Rei são relativos"

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da vontade de abertura demonstrada por Mohamed VI, para muitos marroquinos a nova constituição está longe de significar um abandono do poder por parte do Rei.

A euronews falou com o diretor de informação da rádio Médiation, de Casablanca.

Diz Ridouane Erramdani: “Falar dos poderes absolutos do Rei é uma questão relativa. Segundo os atores políticos marroquinos, que participaram e seguiram os mecanismos de consultas que levaram a esta constituição, o Rei abdicou de grande parte dos poderes e distribuiu-os. Reforçou o poder do governo e do parlamento.

Talvez não seja a situação ideal, mas é melhor do que muitos pensam. Não está ao nível das monarquias parlamentares europeias, mas é muito diferente dos Reinos do Golfo Pérsico ou de certos regimes presidenciais dos nossos vizinhos do Médio Oriente”.