Última hora

Última hora

Finalmente um "sim" no Mónaco

Em leitura:

Finalmente um "sim" no Mónaco

Tamanho do texto Aa Aa

Há muitos anos que o Mónaco esperava por este momento. O empedernido solteiço suavizou e finalmente assumiu a relaçao com uma mulher j querida pelos monegascos como Nova Alteza Sereníssima.

Os súbditos anseiam por descendência legítima, de modo a que o Mónaco possa continuar com toda a propriedade nas mãos da dinastia Grimaldi.

Charlene disse “sim”, primeiro e Alberto confirmou em segundo lugar para ter a última palavra, mas sorriu, para desanuviar.

A oficialização do matrimónio foi feita em dialeto monegasco, francês e inglês.

Alberto é diplomata, um homem do mundo, um aristocrata. Ela é uma plebeia sul-africana nascida na Rodésia, ex-nadadora olímpica (participou nos Jogos Olímpicos de 2000) e foi namorada de do Príncipe desde 2006. é elegante e bem-parecida faz lembrar, Grace Kelly …começou a inovar, como se esperava, no dia do casamento civil e vestiu um modelo de saia-calça azul céu de Karl Lagerfeld.

Convertidos já em marido e mulher, saudaram os monegascos da janela do salão dos espelhos do Palácio .

Não só Carolina e Stéphanie saudaram das janelas, mas também os pais de Charlene, Lynette e Michael, e os irmãos, Sean e Gareth.

Na praça 3.000 pessoas presenciaram o enlace civel através de dois ecrãs gigantes instalados para a ocasião, vestidas, também elas, de festa.

O presidente da Câmara entregou o presente dos súbditos e discursou por todos eles, a seguir ao que os Príncipes fizeram uma saudação especial. Alberto II disse “Viva o Mónaco “ no dialeto local.

“-Viva a Monégu”!

Bandeiras sul-africanas, em honra da noiva, e monegascas contribuíram para dar ao local o ambiente de feriado e ao mesmo tempo familiar desejado pelo casal, que agraciou os monegascos com um “buffet” simbólico mas especialmente concebido para a ocasião.

À noite há um concerto de Jean-Michel Jarre, no porto do Mónaco. E o grande dia é sábado Charlene e Alberto vão celebrar o amor perante 3.500 convidados, no pátio do palácio que, será transformado numa igreja ao ar livre. Os temas litúrgicos vão ser interpretados por figuras como Andrea Bocelli e Paul McCartney.