Última hora

Última hora

Executivo marroquino satisfeito co resultados preliminares

Em leitura:

Executivo marroquino satisfeito co resultados preliminares

Tamanho do texto Aa Aa

Em Marrocos, e apesar dos protestos da oposição, o executivo está satisfeito com os resultados provisórios, mas expressivos, do referendo.

O ministro marroquino da Comunicação e porta-voz do Governo afirmou que marcam o virar de uma página na história e o abrir de outra para uma democracia participativa.

Segundo os dados preliminares a nova Constituição foi aprovada com quase 98,5 por cento dos votos.

Com 94 por cento das mesas apuradas, em território nacional, a participação ronda os 72,65 por cento. Para alguns este é um acontecimento único.

“Pelo que vi, esta experiência é única, tem a ver com as revoluções árabes e as pessoas concordam que as reformas começaram desde que o rei Mohammed VI chegou ao poder, no país”, explica uma jornalista que acompanha o acto eleitoral.

A nova Constituição aumenta os poderes do primeiro-ministro e do parlamento, consagra a separação de poderes, entre outras coisas. De qualquer forma, o domínio político e religioso do rei continua a presente.

Esse é um dos motivos que leva o movimento 20 de fevereiro, que defende reformas mais profundas, a apelar ao boicote e a contestar o resultado.