Última hora

Última hora

Bielorrússia: detenção de opositores nos 20 anos da independência

Em leitura:

Bielorrússia: detenção de opositores nos 20 anos da independência

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia bielorrussa deteve dezenas de manifestantes que participaram num “protesto silencioso” em Minsk contra o presidente Alexander Lukashenko.

As manifestações pacíficas – sem cartazes e nas quais os participantes se limitam a aplaudir – multiplicam-se desde o início de Junho e saldaram-se na detenção de mais de 500 ativistas.

O ex-presidente e membro da oposição Stanislav Shushkevich também foi retido este fim-de-semana pelas autoridades quando regressava ao país depois de um encontro na Lituânia com a secretária de Estado norte-americana.

Os protestos deste domingo coincidiram com o vigésimo aniversário da independência. Lukashenko aproveitou a tradicional parada militar em Minsk para denunciar supostos planos de países ocidentais para instigar uma revolução popular no seu país.

O regime bielorrusso mobilizou um importante dispositivo de segurança para tentar impedir qualquer manifestação durante o aniversário, bloqueando nomeadamente as redes sociais na internet, usadas pelos opositores para convocar protestos.