Última hora

Última hora

Mladic desrespeita tribunal de Haia

Em leitura:

Mladic desrespeita tribunal de Haia

Tamanho do texto Aa Aa

Ratko Mladic compareceu em tribunal mas não ficou muito tempo. Nem meia hora depois do início da audiência o juiz expulsou o antigo chefe militar dos sérvios da Bósnia.

Até ao último minuto pensou-se que Mladic não iria comparecer no Tribunal Internacional de Haia. Acabou por apresentar-se por considerar que não fazê-lo seria assumir a culpa.

Segundo o advogado sérvio, destacado pelo tribunal, Mladic não iria estar presente como protesto por não ter uma equipa própria de advogados. A lista de defensores que apresentou estará a ser avaliada.

Para marcar a sua posição, Mladic foi interrompendo, constantemente, o juiz. Quando este ia proferir as acusações de que é alvo, Mladic retirou os auscultadores e afirmou que não ouviria mais nada até escolher os seus advogados.

Mladic recusa considerar-se inocente ou culpado até esta situação estar resolvida. O tribunal assume a atitude do general como uma declaração de inocência.

Mladic foi acusado formalmente de crimes de guerra genocídio e outros crimes contra a humanidade.