Última hora

Última hora

Justiça americana pode abandonar acusações contra Strauss-Kahn

Em leitura:

Justiça americana pode abandonar acusações contra Strauss-Kahn

Tamanho do texto Aa Aa

Dominique Strauss-Kahn poderá estar brevemente livre de todas as acusações que pesam sobre si no tribunal de Nova Iorque.

A imprensa americana dá como certo que o procurador vai encerrar o caso, até ao dia 18 de Julho, dia da próxima audiência.

Strauss-Kahn, que não saiu de casa nos três últimos dias, jantou com a mulher próximo de Central Park ontem à noite. De regresso, viveu um momento caricato.

Foram precisos sete longos minutos para conseguir abrir a porta e até os paparazzi ajudaram.

Talvez um sinal de que o caso está a mudar para o ex-patrão do FMI.Antes não podia sair de casa, agora tem dificuldades para entrar.

Ainda que haja consenso na imprensa quanto ao eventual desfecho do caso, o advogado de defesa recusa-se a manifestar otimismo, por enquanto.

Strauss-Kahn poderá talvez voltar a França brevemente, mas o outro lado do Atlântico não lhe promete uma receção suave. À sua espera tem já outra queixa por abuso.

A jornalista e escritora francesa Tristane Banon acusa-o de ter tentado violá-la há cerca de uma década. A acusação tinha sido feita publicamente numa entrevista televisiva, sem que o nome de Strauss-Kahn fosse audível. Vários analistas acreditam que o Ministério Publico francês poderá não dar seguimento ao caso.