Última hora

Última hora

Ucrânia: Timochenko expulsa do tribunal depois de rejeitar acusações

Em leitura:

Ucrânia: Timochenko expulsa do tribunal depois de rejeitar acusações

Tamanho do texto Aa Aa

A ex-primeira-ministra ucraniana acusou hoje a justiça do país de apresentar provas falsas contra ela, durante o julgamento que decorre em Kiev.

A audiência tumultuosa, terminou com a expulsão da arguida da sala do tribunal, assim como de dezenas de apoiantes que acusam o atual governo de manipular a justiça.

Timochenko incorre numa pena de até 10 anos de prisão por alegadamente ter forçado a companhia de gás nacional a fechar um contrato com a russa Gazprom, sem consultar o governo.

Os serviços secretos ucranianos acusaram entretanto a ex-chefe de governo de tentativa de desvio de fundos públicos.

Desde a subida ao poder do primeiro-ministro Yanukovitch, um rival da revolução laranja protagonizada por Timochenko, que vários ex-governantes são alvo de acusações similares.

A União Europeia expressou já a sua preocupação sobre as possíveis motivações políticas do processo, num momento em que Bruxelas negoceia um acordo de associação com a Ucrânia.