Última hora

Última hora

BCE continua a aceitar dívida portuguesa

Em leitura:

BCE continua a aceitar dívida portuguesa

Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Central Europeu (BCE) vai continuar a aceitar dívida portuguesa como colateral nas operações de refinanciamento dos bancos, apesar da notação da República ter sido cortada para a categoria de “lixo”.

A notícia foi dada pelo presidente do BCE, que subiu a taxa de juro para 1,5 por cento. Em abril, o BCE aumentou a principal taxa de referência da zona euro para 1,25%, a primeira subida desde julho de 2008.

“Fazemos sempre o que o Conselho de Governadores considera necessário para ancorar de uma maneira sólida a economia europeia em termos de estabilidade de preços e confiança”, afirmou o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet.

“O Conselho de Governadores diz não a um incumprimento seletivo da Grécia ou a um evento de crédito”, realçou Trichet. Por outras palavras, em caso de incumprimento total ou parcial da Grécia, o BCE poderia deixar de considerar as obrigações gregas como garantias suficientes em troca dos empréstimos que acordam com os bancos da zona euro, uma situação que poderia ser problemática para muitos deles.

O aumento no preço do dinheiro vai dificultar ainda mais a vida das famílias e das empresas dos países periféricos em dificuldades, como Portugal, que vão ter de pagar mais pelos empréstimos.