Última hora

Última hora

Sudão do Sul "perdoar mas não esquecer"

Em leitura:

Sudão do Sul "perdoar mas não esquecer"

Tamanho do texto Aa Aa

A independência da República do Sul do Sudão foi comemorada na capital do novo país, em Juba.

Uma cerimónia a que assistiram 30 chefes de Estado e 80 delegações estrangeiras.

O líder do Movimento Popular de Libertação do Sudão, Salva Kiir, jurou como presidente da nova República e lembrou que é tempo de perdoar mas não de esquecer.

Também discursaram na ocasião o secretário-geral das Nações Unidas. Ban Ki Moon lembrou que os dirigentes tanto do Sudão do norte como do Sudão do sul devem faze tudo para respeitar os seus compromissos sem equívocos tendo em vista a manutenção dos acordos de paz.

O nascimento da República do Sudão do Sul, com uma população de aproximadamente nove milhões de habitantes, na maior parte cristã, segue-se a um referendo realizado em Janeiro deste ano.