Última hora

Última hora

Austrália taxa emissões de CO2

Em leitura:

Austrália taxa emissões de CO2

Tamanho do texto Aa Aa

À terceira será de vez. A Austrália segue os passos da União Europeia e da Nova Zelândia e dá o exemplo com um plano de redução de emissões de dióxido de carbono.
 
A primeira-ministra Julia Gillard terá garantido o apoio político para a aprovação do plano no parlamento em outubro, depois de um debate que polarizou eleitores e empresários. O esquema foi apresentado este domingo depois da reunião do conselho de ministros. “Nós geramos mais poluição de carbono per capita do que qualquer outro povo no mundo. Agora, se quiserem usar uma analogia, estamos a correr uma maratona e apenas percorremos alguns quilómetros. Temos muito trabalho pela frente para garantirmos o nosso lugar numa corrida em que o mundo participa”, disse a primeira-ministra.
 
Numa economia largamente dependente do carvão, cada tonelada de dióxido de carbono será taxada em 17 euros às 500 empresas mais poluidoras da Austrália.
 
O objetivo é cortar até 2020 5 % nas emissões registadas em 2002, ou seja, uma redução de 160 milhões de toneladas por ano.