Última hora

Última hora

Murdoch viaja para o Reino Unido

Em leitura:

Murdoch viaja para o Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

Rupert Murdoch viaja para o Reino Unido. O magnata americano vai tentar resolver a crise gerada depois do anúncio do encerramento do «News of the World» e da detenção de jornalistas pelo alegado envolvimento no caso de escutas ilegais.

Andy Coulson, antigo diretor do jornal e ex-responsável pela comunicação de David Cameron, foi detido e libertado sob fiança, esta sexta-feira.

O mesmo aconteceu a Clive Goodman, antigo correspondente de casa real para a publicação. Goodman já cumpriu quatro meses de prisão em 2007 por um caso idêntico.

Para quem trabalhou no jornal fica um sabor amargo…

“Há alguma tristeza aqui, muitas emoções, todos gostamos do jornal. Nenhum de nós teve nada a ver com estas escutas telefónicas”, explica David Wooding, editor de política do «News of the World».

Mas o escândalo levanta algumas questões.

“Neste momento Murdoch e os seus meios de comunicação estão enfraquecidos enquanto força política, consegue imaginar, nas próximas eleições, os políticos a dizerem: posso ser endossado pelo «Sun» como primeiro-ministro?”, pergunta Peter Preston analista e antigo editor do «The Guardian».

O caso das escutas ilegais do «News of the World» não é novo mas ganhou fôlego com a descoberta de que não eram apenas os famosos a serem vigiados mas também, entre outros, familiares de vítimas de atentados terroristas ou de soldados.