Última hora

Última hora

Áustria: o culto do absurdo

Em leitura:

Áustria: o culto do absurdo

Tamanho do texto Aa Aa

O austríaco que conseguiu autorização de utilizar um escorredor na cabeça, na fotografia oficial da carta de condução, quer pôr a sociedade a refletir sobre as exceções permitidas em função do culto religioso.

A iniciativa tem por detrás uma campanha, que Niko Alm’s explica:

“Pensei que esta exceção devia aplicar-se a mim também e utilizei o escorredor da massa como um símbolo da “Igreja do Esparguete Voador”. Coloquei-o na cabeça e dei uma dimensão religiosa à cobertura da minha cabeça”.

A ideia é ao mesmo tempo absurda e pertinente. De acordo com o blog de Alm, foi criado o culto dos “Pastafarianos”, cujos membros têm um único dogma: a rejeição do dogma.