Última hora

Em leitura:

Itália: Senado e Câmara dos Deputados votam plano de austeridade


Itália

Itália: Senado e Câmara dos Deputados votam plano de austeridade

Em Itália, o plano de austeridade será “reforçado” será votado hoje no Senado e amanhã na Câmara dos Deputados.

O projeto aprovado pelo Governo a 30 de junho deverá permitir a Itália alcançar o equilíbrio orçamental em 2014, reduzindo o défice de 4,6 por cento em 2010 para 0,2 por cento do PIB em 2014.

O Governador do banco de Itália está confiante na eficácia do plano:

“Os nossos bancos são sólidos. Sobreviveram sem grandes estragos à crise financeira que abalou grandes bancos estrangeiros. Temos recursos fundamentais que sempre caracterizaram a Itália: a iniciativa individual, a capacidade de inovar e a energia no trabalho”, disse.

A Itália tem uma dívida pública de perto de 1900 mil milhões de euros (cerca de 120 por cento do PIB), uma das mais elevadas do mundo em valor absoluto.

“Creio que com este pacote orçamental, com a redução da dívida pública a zero em 2014, mais a liberalização e privatização, creio que os mercados vão compreender que a Itália quer fazer um bom trabalho”, sublinhou a presidente da Confederação do Comércio italiana.

Em resposta a um apelo à unidade do presidente Giorgio Napolitano, e do primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, maioria e oposição chegaram a acordo para acelerar a adoção do plano no Parlamento.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Atentados de Bombaím mataram 18 pessoas