Última hora

Última hora

Polícia procura autores do atentado de Bombaim

Em leitura:

Polícia procura autores do atentado de Bombaim

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia indiana continua a procurar pistas que conduzam à identificação dos autores dos atentados de Bombaim que mataram, pelo menos, 18 pessoas.

Foram três explosões que deixaram ainda mais 23 pessoas em estado grave e mais de 100 feridos ligeiros.

A segurança também foi reforçada e a circulação condicionada.

A comunidade internacional continua a condenar a acção terrorista. As Nações Unidas falam mesmo um ataque “hediondo”.

O ministro do Interior diz que foi um ataque à unidade e à prosperidade da Índia:

“O alvo é a unidade da Índia a sua integridade, a sua prosperidade. Há elementos que são hostis à India e não desejam o seu progresso e o seu crescimento. Quando um incidente como este acontece, deixem-me assegurar-lhes que não é alvejado nenhum estrangeiro. Não é atingido nenhum turista que visite a India”.

Os funerais das vítimas constituiram impressionantes manifestações de repúdio pelos atentados que, 48 horas depois, ainda não tinham sido revindicados.

Mas as autoridades apontam para grupos separistas, embora não tenham identificando nenhum.