Última hora

Última hora

México quer apoio da UE na guerra contra a droga

Em leitura:

México quer apoio da UE na guerra contra a droga

Tamanho do texto Aa Aa

O México quer um aliado de peso na guerra contra a droga. Esta quinta e sexta-feira, uma delegação mexicana está em Bruxelas para tentar angariar o apoio da União Europeia em matéria de segurança.

Ricardo Contés Lastra, eurodeputado que preside

a Comissão Parlamentar Mista UE-México, explica que por que é que os 27 também estão envolvidos na luta contra o narcotráfico. “Somos corresponsáveis na União Europeia e nos Estados Unidos porque se trata de duas regiões onde há um elevado consumo de drogas”, justifica.

Em 2006, o presidente Felipe Calderón declarou oficialmente uma guerra aberta aos cartéis de droga. Mas o conflito já causou mais de 40 mil vítimas.

Alexandro Poiré, porta-voz do Governo mexicano para assuntos de segurança, garante, no entanto, que estão “a atuar contra os criminosos de forma democrática, como pediram as autoridades locais, seguindo as regras constitucionais, com um grande respeito pelos direitos humanos e punindo os responsáveis quando há casos de violação dos direitos humanos”.

Mas as organizações dos direitos humanos e as associações de vítimas dizem que é altura de mudar uma estratégia que não funciona.