Última hora

Última hora

É o adeus a Otto von Habsburgo

Em leitura:

É o adeus a Otto von Habsburgo

Tamanho do texto Aa Aa

Foi a enterrar Otto von Habsburgo, herdeiro do último imperador austro-húngaro.

A catedral de Viena, na Áustria, tornou-se pequena para acolher todos aqueles que quiseram prestar a derradeira homenagem ao filho do imperador Carlos I que esteve exilado na Madeira.

A cerimónia reuniu representantes da nobreza de todo o mundo.

Tal como manda a tradição, o coração de Otto foi levado para a Hungria.

Forte crítico do nazismo e da anexação da Áustria pela Alemanha em 1938, Otto von Habsburgo morreu a 4 de julho. Tinha 98 anos.

Cerca de 10 mil pessoas assistiram ao cortejo fúnebre que atravessou a capital austríaca.

Passou várias décadas no exílio depois de a família ter fugido da Áustria em 1919. E foi uma das pessoas a quem Aristides de Sousa Mendes, concedeu o visto para deixar França durante a ocupação nazi.

O herdeiro do trono do império austro-húngaro foi sepultado junto da mulher que morreu no ano passado.