Última hora

Última hora

EUA reconhecem Conselho de Transição como governo da Líbia

Em leitura:

EUA reconhecem Conselho de Transição como governo da Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Numa mensagem difundida pela rádio, Muammar Kadhaffi foi igual a ele próprio: diz que “tanto se lhe faz que os países ocidentais reconheçam os rebeldes como representantes legítimos da Líbia, podem até reconhecer um milhão de vezes”.

É a reação do ainda líder líbio, numa altura em que os Estados Unidos reconhecem oficialmente o poder do Conselho de Transição: “Até que um governo interino esteja instalado, os Estados Unidos vão reconhecer o Conselho Nacional de Transição como a autoridade de governo legítima e é nessa base que vamos tratar com ele. Os Estados Unidos deixaram de ver kadaffi como tendo autoridade legítima na Líbia”, disse a secretária de Estado Hillary Clinton.

As declarações foram feitas em Istambul, onde Clinton participou na reunião do grupo de contacto para a Líbia, que junta os chefes da diplomacia de vários países árabes e ocidentais, tal como o Conselho de Transição líbio, e tenta encontrar uma solução para o país. Uma solução que, segundo Hillary Clinton, tem obrigatoriamente de passar pela saída de Kadaffi.

O coronel continua entrincheirado na capital, Tripoli, apesar dos bombardeamentos da Nato.

Os rebeldes dominam a maior parte do país. Os confrontos com as forças leais a Kadhaffi prosseguem, sobretudo junto a Misrata, um dos bastiões da resistência.