Última hora

Última hora

Escutas ilegais fazem David Cameron interromper visita a África

Em leitura:

Escutas ilegais fazem David Cameron interromper visita a África

Tamanho do texto Aa Aa

Continuam os desenvolvimentos relacionados com o escândalo das escutas telefónicas ilegais, que obrigou a News Corporation a desistir da compra do serviço de televisão por satélite BSkyB e levou ao encerramento do tabloide News of the World.
 
As investigações no âmbito das escutas ilegais levaram à detenção da antiga editora do tabloide britânico.
 
No entanto, Rebekah Brooks, suspeita de participar na interceção de comunicações e de atos de corrupção foi ouvida pela polícia e libertada ao final do dia, sob caução.
 
O comissário chefe da Polícia Metropolitana de Londres demitiu-se e garante que desconhecia a extensão da prática seguida, que classifica de vergonhosa, a natureza repugnante ou a seleção das vítimas, entretanto, tornadas públicas.
 
A Scotland Yard é acusada ter recebido dinheiro do grupo de Rupert Murdock para fechar os olhos à investigação.
 
David Cameron, o primeiro-ministro inglês interrompeu a sua visita a África e referiu que o parlamento britânico poderá abrir uma sessão de emergência que discuta o crescimento deste escândalo.