Última hora

Última hora

Merkel não exclui restruturação da dívida grega

Em leitura:

Merkel não exclui restruturação da dívida grega

Tamanho do texto Aa Aa

Todos mobilizados para salvar a Grécia em defesa do euro. É este o mote da cimeira extraordinária na próxima quinta-feira.

Mesmo Angela Merkel que tinha adiantado que não estaria presente, mudou de opinião. A chanceler alemã vai a Bruxelas à procura de decisões concretas.

Numa entrevista a uma televisão alemã, Merkel afirmou: “temos que dar um sinal de estabilidade e acredito que podemos avançar com um novo programa para a Grécia. A Itália já aprovou um novo orçamento, o que é uma mensagem importante. Agora temos que nos ocupar da Grécia e os privados têm que juntar-se a nós. É este o desafio que temos que resolver”.

A solução pode passar pela restruturação da dívida de Atenas, uma solução que a Alemanha tem rejeitado, para não dar um mau exemplo aos países em dificuldades.

A quatro dias da cimeira de todas as decisões, Hilary Clinton esteve em Atenas onde ofereceu o apoio da América e saudou as reformas do governo para tornar a Grécia uma economia competitiva.

Clinton comparou as medidas do executivo de Papandreu a uma “quimioterapia” para libertar o país da dívida e recuperar a confiança dos investidores internacionais.