Última hora

Última hora

Chile: Exames provam suicídio de Allende

Em leitura:

Chile: Exames provam suicídio de Allende

Tamanho do texto Aa Aa

No Chile, o Serviço Médico Legal de Santiago anunciou que os exames aos restos mortais do ex-presidente Salvador Allende, exumados a 23 de maio, confirmaram que este se suicidou no dia do golpe de estado liderado por Augusto Pinochet, a 11 de setembro de 1973.

O relatório final da investigação levada a cabo por uma equipa internacional de especialista foi comunicado a Isabel Allende, filha do ex-presidente.

“O presidente Allende no dia 11 de setembro de 1973, perante as circunstâncias extremas que viveu tomou a decisão de por fim à vida antes de ser humilhado ou viver qualquer outra situação”, disse.

Após a sua morte, o corpo de Allende foi submetido a uma autópsia antes de ir para a cidade de Viña del Mar. Em 1990 o corpo foi exumado e trasladado para a capital, tendo sido submetido a um segundo exame forense.

O novo exame aconteceu após versões sobre a morte de Allende indicarem que este poderia ter sido assassinado pelos militares golpistas que assaltaram o palácio de La Moneda ou que terá tentado suicidar-se e falhou, tendo o disparo fatal partido de um dos seus colaboradores mais próximos.