Última hora

Última hora

Grécia espera boas notícias

Em leitura:

Grécia espera boas notícias

Tamanho do texto Aa Aa

Os gregos acompanharam com atenção a cimeira da zona euro.
 
O país pede uma solução que possa salvar a economia do país e ao mesmo tempo estimule o crescimento, sem afogar a Grécia em dívidas. Atenas é o epicentro deste terramoto que é a crise das dívidas soberanas, que entretanto se estendeu a outros Estados da moeda única: “Queremos ajuda da França e da Alemanha. Pelo bem da Grécia, mas também para que não arrastemos connosco o resto da Europa – Itália e Portugal”, diz um homem na capital grega.
  
O ministro do desenvolvimento, Mihalis Chrysohoidis, esteve em Berlim para tentar convencer os alemães a investir mais na Grécia. Mais do que empréstimos, a economia grega precisa de se desenvolver: “Acreditamos que nos próximos três ou quatro anos, podemos fazer crescer o nosso PIB ao mesmo nível de 2009, mas de uma maneira mais saudável por isso temos vontade política e vamos atingir os nossos objetivos”, disse o ministro.
  
Os tumultos sociais, que têm sido uma constante desde as primeiras medidas de austeridade, centram-se agora nos taxistas, que estão em greve pelo quarto dia consecutivo. Esta quinta-feira bloquearam os aeroportos e portos em destinos turísticos populares, como Creta e Corfu.