Última hora

Última hora

Novas condições para salvar a Grécia

Em leitura:

Novas condições para salvar a Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Os indicadores de risco da dívida pública dos países periféricos estão hoje em forte queda no mercado secundário.

O novo plano de resgate à Grécia no valor global de 169 mil milhões de euros, dos quais 50 mil serão provenientes do envolvimento dos credores privados, parece der dado um novo dinamismo e confiança aos investidores.

A flexibilização do FEEF – fundo europeu de estabilização financeira – vai permitir a possibilidade de recapitalização da banca, conceder linhas de crédito de emergência a países em dificuldades e a possibilidade de compra de dívida soberana periférica em mercado secundário. Tudo isto, em conjunto com o alívio das taxas de juro dos empréstimos e alargamento dos prazos de reembolso.

As condições de empréstimo serão suavizadas através do alargamento do prazo de sete anos e meio para quinze anos e uma redução das taxas de juro a 3,5% que irá contribuir para a diminuição do peso da dívida.