Última hora

Última hora

Americanos sem acordo sobre a dívida

Em leitura:

Americanos sem acordo sobre a dívida

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma maratona de negociações mais ainda sem acordo.

Democratas e republicanos divergem, nas solução para a crise da dívida pública norte-americana.

Durante pouco mais de meia hora, Barack Obana reuniu-se, este sábado, com todos os lideres do congresso e pediu-lhes um entendimento.

Sem acordo, vão falhar políticas fundamentais, avisou:

“Durante anos, o governo gastou mais dinheiro do que recebeu. O resultado foi um débito da nossa nação, atingindo o limite do crédito. Um débito que, a menos que nós atuemos, enfraquecerá a nossa economia, causará taxas de juro mais elevadas para famílias, e vai-nos forçar a deixar para trás coisas, como a educação e os cuidados médicos”.

Obama a recordar, discretamente, que a dívida e o défice entraram em derrapagem, com a administração republicana de Ronald Reagan.

Mas deixou também o pedido às duas partes: não usem a economia norte-americana, para jogos políticos.

As próximas horas serão fundamentais para aumentar o teto da dívida, fixada agora nos 14 triliões de dólares.