Última hora

Última hora

Assassino de Hrant Dink condenado a 23 anos

Em leitura:

Assassino de Hrant Dink condenado a 23 anos

Tamanho do texto Aa Aa

O assassino confesso do jornalista turco Hrant Dink foi condenado a 23 anos de prisão.

Ogun Samast tinha apenas 17 anos e estava desempregado quando alvejou Dink, em Istambul, em plena luz do dia, em 2007.

O jornalista, turco de origem arménia, dirigia um jornal bilingue. Era uma das principais vozes na Turquia a pedir o reconhecimento do genocídio dos arménios pelo Império Otomano em 1915.

Este é um tema que continua a gerar polémica, quase um século depois. O Estado turco continua a recusar este reconhecimento.

O principal ponto de discórdia é o uso da palavra “genocídio”, que Ancara rejeita e Dink nunca deixou de utilizar.

Em setembro, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem concluiu que as autoridades turcas não deram ao jornalista a proteção adequada, já que antes do crime tinha sofrido ameaças de morte.