Última hora

Última hora

"Nem culpado, nem inocente"

Em leitura:

"Nem culpado, nem inocente"

Tamanho do texto Aa Aa

Goran Hadzic declara-se “nem culpado nem inocente”. O general servo-croata compareceu pela primeira vez perante o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia. Hadzic era o último dos procurados pelo TPI.

Nesta audiência em Haia, o juiz, o sul-coreano O-Gon Kwon, resumiu as 14 acusações e questionou o réu sobre se assumia responsabilidade sobre os factos que lhe são imputados.

“Nem sim, nem não” foi a resposta do antigo presidente da autoproclamada república da Krajina, acusado de assassinato, de extermínio, de tortura, de deportação e de transferência forçada durante a guerra da Croácia entre 1991 e 1995.

A próxima audiência terá lugar dentro de um mês.