Última hora

Última hora

Um minuto de silêncio em memória das vítimas dos atentados na Noruega

Em leitura:

Um minuto de silêncio em memória das vítimas dos atentados na Noruega

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas juntaram-se frente à Universidade de Oslo para cumprir um minuto de silêncio em memória das vítimas do ataque de sexta-feira.

O primeiro-ministro, os reis noruegueses e o presidente da juventude do partido trabalhista homenagearam assim o incidente que pôs a descoberto a xenofobia extremista de um assasino em série.

Na estação de Oslo, na bolsa da cidade e em centenas de locais públicos, a população mostrou a sua solidariedade com os familiares das mais de 90 vítimas dos dois ataques, no centro de Oslo e na ilha de Utoya.

Na pequena ilha norueguesa, as equipas de resgate, paralisaram as operações, no território que foi o palco de um dos maiores massacres no país.

Ao meio-dia, os países vizinhos cumpriram também um minuto de silêncio, com as bandeiras a meia-haste, na Finlândia, Suécia e Islândia.

Na Noruega a ação do bombista, e o seu manifesto de mais de 1500 páginas, reabriram o debate sobre a imigração no país, num momento em que a crise económica aumenta a popularidade de movimentos e partidos xenófobos, como na vizinha Finlândia.