Última hora

Última hora

Cuba: Raúl Castro não discursa na festa nacional

Em leitura:

Cuba: Raúl Castro não discursa na festa nacional

Tamanho do texto Aa Aa

Cuba celebrou mais um 26 de julho e pela segunda vez o presidente Raúl Castro não discursou.

A data assinala o início da revolução cubana em 1953, quando Fidel Castro liderou o assalto falhado ao quartel de Moncada, em Santiago de Cuba.

A revolução impôs-se em janeiro de 1959 e desde então o país vive sob a direção do Partido Comunista Cubano.

Quando Raúl Castro sucedeu ao irmão na liderança do país e na chefia do partido efetuaram-se algumas reformas tímidas da economia, nomeadamente com a abertura de algumas atividades à iniciativa privada.

O principal discurso do dia foi feito pelo vice-presidente José Ramón Machado Ventura, na cidade de Ciego de Ávila, no centro da ilha. Machado assegurou que as reformas económicas vão prosseguir, “sem pressas mas sem pausas”. O vice-presidente apelou também “à ordem, à disciplina e à exigência” para vencer “a batalha económica” e apontou o dedo à “inércia” e às “atitudes burocráticas”.

Em janeiro do próximo ano o PCC realiza uma conferência nacional da qual se esperam algumas mudanças concretas.