Última hora

Última hora

Rússia em chamas

Em leitura:

Rússia em chamas

Tamanho do texto Aa Aa

Um calor anormal e alguma negligência humana estão a desencadear violentos incêndios em várias regiões da Rússia. Os fogos já consumiram milhares de hectares de terreno e ameaçam povoações. Muitas zonas foram evacuadas.

O ministério para as Situações de Emergência deu conta de 220 focos de incêndio num total de 18 mil hectares.

As zonas mais afetadas pela onda de calor situam-se na região de Vogolgrado a Sul, que chegou a atingir os 42 graus, no Norte, como em Arkhanguelsk, junto ao Ártico, e também no Extremo Oriente.

Já no ano passado uma onda de calor anormal provocou 11 mil mortos suplementares, em relação ao verão anterior, e obrigou ao corte das exportações de cereais.

As pessoas estão inquietas e em alerta. “Está muito complicado. Estamos a sufocar e especialmente para quem vive na margem do rio, como nós”, diz uma cidadã russa.

Há duas semanas a organização ambiental Greenpeace tinha alertado para o elevado risco de violentos incêndios na Rússia, este verão.