Última hora

Última hora

Somália: Ajuda alimentar tarda em chegar à população

Em leitura:

Somália: Ajuda alimentar tarda em chegar à população

Tamanho do texto Aa Aa

A ajuda alimentar tarda em ser distribuída na Somália. Em Mogadíscio, a capital onde reina a guerra civil, existe um armazém cheio de comida. Mas os sacos permanecem na zona portuária há vários meses, como pôde constatar uma equipa de reportagem da televisão dinamarquesa.

Aqui estão armazenadas várias toneladas de alimentos com o selo do Programa Alimentar Mundial. Questionado sobre a razão porque a comida não é distribuída, o funcionário do armazém responde: “Não sei!”

A seca que afeta a região do chamado corno de África está a lançar milhões de pessoas no desespero. Mas a insegurança no sul da Somália dificulta a distribuição da ajuda alimentar nesta zona, pelo que as consequências são ainda piores. O sul do país e grande parte de Mogadíscio é controlado pelas milícias islâmicas Shebaab que em 2009 expulsaram os cooperantes internacionais.

Face à gravidade da situação aceitam agora a ajuda internacional mas a distribuição tem de ser feita por somalis. Entretanto a ponte aérea da ONU entre Nairobi e Mogadíscio só deverá ter início esta quarta-feira. Enquanto isso, a capital somali continua a receber refugiados da fome. Só nos últimos dois meses terão chegado a Mogadíscio 100.000 pessoas em busca de água e comida.